CASE BH - 1

O DESAFIO: Mudança de moradia – A ESCOLHA

Muitas vezes chegamos em um momento na vida onde a nossa casa não nos atende mais. Seja porque a família cresceu, diminuiu ou mesmo o cenário mudou de alguma forma. Neste caso, o casal morava em uma casa grande, com dois pavimentos que poderia abrigar confortavelmente uma família completa. Mas os filhos cresceram e se mudaram e a casa ficou vazia dando muito mais trabalho e despesa que conforto. A casa, em um bairro residencial, ficava em um ponto onde precisava pegar carro para fazer qualquer coisa. Além de ficar longe dos amigos e da família. Uma queda da escada e a chegada da idade foi o suficiente para decidirem se mudar para um local onde teriam mais segurança e uma qualidade de vida melhor.

A SOLUÇÃO

A primeira escolha foi o bairro para onde iriam se mudar. Alguns itens eram indispensáveis como:

  • Estar perto da família
  • Estar perto dos amigos
  • Ter infra-estrutura de apoio como farmácia, padaria e supermercado perto
  • Ter uma topografia que facilitasse o fazer as atividades à pé.

Depois de muita busca, encontraram tudo isto em um imóvel no bairro do Sion em Belo Horizonte. O edifício fica em uma rua calma e plana, com farmácia, padaria, supermercado e restaurantes a um quarteirão de distância. A família e amigos moram no mesmo bairro ou em bairros muito próximos facilitando a conexão entre eles.

Outro item observado foi a infra-estrutura do apartamento em si. Com a idade chegando, o olhar para o apartamento foi outro. Com porteiro, o casal se sentiu mais seguro para a necessidade de uma eventual ajuda, além da questão de segurança que não havia na casa isolada, anteriormente. O elevador eliminava a escada e as dificuldades e riscos que ela trazia consigo.

O apartamento apesar de mais compacto, trazia um programa parecido com o da casa, possibilitando que eles continuassem a ter estrutura para receber e hospedar amigos e parentes. Atividades antes desenvolvidas como pintura e trabalho de escritório foram preservadas, tendo um cantinho especial para cada um.

Por estar em um andar mais alto, a vista, é um dos pontos que faz muita diferença. O nascer e o pôr do sol ajudam na regularização do ciclo circadiano, ajudando até na hora do sono. A vista para a Serra do Curral traz a referência da casa anterior, e a do clube em frente, o movimento do bairro que eles sentiam falta. 

A vida atual do casal ganhou nova energia e está mais agitada do que nunca. Recebem muito mais gente, algo que adoram fazer; e fazem tudo à pé e com muito mais freqüência; aumentando assim a mobilidade e a conexão com a comunidade.

IMG_2394.JPG